Home.
   
Leia os testemunhos.
Busca por palavra.
Busca por gênero.
Melhores testemunhos.
Mais lidos.
   
Envie seu testemunho.
   
Quem somos.
Fale conosco.
Indique este site.
Receber novos testemunhos no seu email .
   
Livros.
   
Bíblia on line.
Chat.
Cartão Postal.
 

Mande um email para o autor deste testemunho - elogie, apóie, conforte ou saiba maisRORÂNIMA DE SOUZA PAUFERRO
A ORAÇÃO ATENDIDA Em dois mil e onze eu e meu noivo Souza decidimos nos casar em 19 de junho do mesmo ano_ meu noivo morava em Salvador e eu em Marcionílio Souza_ ele tinha um carro antes de começarmos a namorar_ mas tinha vendido e tinha dado entrada em outro em São Paulo_ pois o seu carro é adaptado e os papeis ficaram meses por lá sem nada ser resolvido_ o dia do nosso casamento ia se aproximando e precisávamos colocar os papeis do casamento em março e eu me angustiava com medo do carro não chegar e ele não vieram colocar os papeis_ com o desejo de ser confortada liguei para minha futura sogra para falar a respeito disso e ela me respondeu dizendo que ela conhecia o filho dela e que tinha certeza que se o carro não chegasse ele não viria_ então eu disse que tinha carros fazendo linha para lá_ tinha o ônibus e ele poderia vim_ mas ela confirmou que ele não viria e disse que se este casamento fosse mesmo da vontade de Deus que o carro chegaria. Eu enfrentava resistência contra nosso relacionamento por parte de alguns membros da família do meu esposo. Então desliguei aquele telefone com mais angustia ainda e dobrei meus joelhos junto da cama da minha mãe e fiz uma oração silenciosa: Pai o Senhor já tem me dado provas de que é da tua vontade o meu casamento_ mas até agora eu não dobrei meus joelho para te pedir uma confirmação através da oração e agora Senhor eu oro a ti_ já estou com tudo alugado_ a data marcada e se não for da tua vontade vou passar por uma vergonha tremenda_ vou perder tudo que gastei_ e meus inimigos vão ri de mim_ mas me de forças para fazer a tua vontade independente de tudo isso. Senhor se é da tua vontade que eu creio que seja_ pois tem me dado EM TODO O tempo essas provas_ faça com que esses documentos do carro cheguem amanhã em Salvador e mostre para minha sogra que é da tua vontade_ se não chegar amanhã Senhor_ eu terei como resposta o Teu não e faço um voto a Ti de que se esses documentos chegar amanhã eu acrescentarei a minha oferta mais dez reais por mês. Ao levantar da oração eu sentia paz e tranqüilidade e me preparei e fui ao trabalho. Às três horas da tarde minha mãe me ligou dizendo que meu noivo tinha ligado e mandou me avisar que os documentos do carro tinham acabado de chegar. Choro em escrever_ pois é como se eu tivesse vivendo tudo de novo. Pulei de alegria_ chorei e orei agradecendo o meu bom Deus que não desampara seus filhos que o ama e confirmei o voto que tinha feito. Agora estava pronta para casar com segurança da benção do céu. Meu noivo veio e colocamos os papeis e vinte dias depois os papeis já estavam prontos para nos casarmos dentro de noventa dias. AS MÚLTIPLAS BÊNÇÃOS “Se o Senhor abrirá as janelas dos céus e derramará sobre nós bênçãos sem medidas.” Malaquias 3:10 Eu e meu esposo decidimos que eu pegaria um empréstimo de seis mil_ pois era a única quantia que meu salário da época me permitia pegar e uma colega me emprestaria cinco mil para eu pagar como pudesse e meu amor pegaria onze mil totalizando assim 22 mil e compraríamos uma casa pronta que apesar de esta em condições precárias era espaçosa e depois de reformada ficaria muito aconchegante principalmente para meu esposo que é especial. Mas após eu tomar o empréstimo em maio do mesmo ano o dono da casa colocou piso na casa e aumentou o valor_ fugindo assim da nossa realidade. Então decidir investir em meu terreno que já estava com um alicerce pronto e um cômodo já suspenso antes de contrair matrimônio com meu noivo_ assim fizemos algumas mudanças para que a casa ficasse acessível a ele e o seu carro. Com os seis mil deixamos a nossa casa em ponto de madeira. Com o casamento já marcado para 19 de junho e todos os preparativos pronto não tínhamos mais como adiar o casamento por falta de uma casa para morar e eu não queria morar de aluguel_ foi então que meu irmão ofereceu a parte de baixo de sua casa que era comandos separados para morarmos até construirmos nossa casa_ fiquei muito feliz com esta providencia de Jeová e moramos por um ano e três meses lá_ ficávamos angustiados porque o dinheiro que recebíamos não dava para terminar de construir a casa e não queríamos ficar muito tempo na casa do meu irmão_ meu esposo pagando seguro do nosso carro_ eu o empréstimo e uma moto que também foi uma providencia de Jeová em nossas vidas_ as despesas do dia a dia_ e faltando alguns móveis necessário em nossa casa não podíamos fazer tantos planos. Meu esposo é barbeiro e montou seu salão na praça de nossa cidade_ eu tinha que sair de nossa casa para ir até lá levar o almoço dele e de lá voltar para o trabalho_ era cansativo para mim que já estava sentindo fortes e constantes dores nas pernas_ então pensei em conversar com minha mãe a respeito dela me vender à moto para eu pagar como pudesse já que ela tinha ganhado e estava parada sem conseguir vende_la e perdendo o valor. Quando eu a procurei ela disse que estava justamente pensando nisso_ das minhas queixas de dores nas pernas. Então fechamos o negócio e eu orei a Deus para me ajudar a conseguir_ mas vinte horas de trabalho no turno oposto_ e que se ele me concedesse essa graça eu faria um pacto de aumentar em minha oferta quinze reais. E assim em uma semana eu estava trabalhando quarenta horas porem em duas escolas diferentes que alias foi uma escolha minha pois eu queria trabalhar com uma turma muito carente e com dificuldade de aprendizagem na qual meu sobrinho também estudava e também tem dificuldades de aprendizagem. Porem o fato de trabalhar com duas turmas diferentes_ uma educação infantil de quatro anos e outra de terceira série_ em escolas diferentes e distantes e com os deveres de casa para cumprir_ uma jornada de trabalho da qual eu nunca tinha vivido_ pois sempre trabalhei vinte horas_ me acarretou muitos problemas de saúde e para completar meu esposo então ficou muito enfermo precisando assim de muitos cuidados. Foi um ano muito difícil e cheguei a duvidar de que era a vontade de Deus que eu trabalhasse dois turnos e sim uma insistência minha. Mas com um salário a mais compramos todo o madeiramento e as telhas da nossa casa e dividimos_ pretendíamos em janeiro de dois mil e treze cobrir_ colocar portas e janelas_ da um contra piso_ colocar um vaso no banheiro e entrar do jeito que desse e com o tempo iríamos terminando e pedimos ao Senhor que queríamos em junho de dois mil e treze está em nossa casa fazendo o nosso culto de ação de graças por nosso casamento_ mas esses planos eram contando com o meu décimo e meu terço de férias que para nossa tristeza não foi pago e_ mas uma vez eu me angustiei e me desesperei também. Não conseguia entender porque Deus estava permitindo tudo isso e o irmão e ancião Roberto e sua esposa Marli tentavam me confortar com muitos conselhos um deles de que Deus não desampara seus filhos. Eu perguntava ao Senhor como iríamos construir nossa casa agora e para piorar a situação a casa que meu irmão estava morando era financiada e ele foi morar lá antes dos papeis saírem e passou_se um ano e o dinheiro não foi liberado e a mulher disse que não esperaria mais que queria a casa de volta. Foram momentos de angustia pra toda a família. Meu irmão tinha a sua antiga casa e eu e meu esposo_ Só nos restávamos morar de aluguel ou com minha mãe coisa que eu não queria de jeito nenhum. Foi então que surgiu um empréstimo pela caixa para funcionários públicos e com meu novo salário dava para pegar um empréstimo em uma quantia considerável que daria para terminar nossa casa e passarmos para dentro em poucos meses. Corrir atrás desse empréstimo_ mas eu precisava de uma liberação da prefeitura para a qual presto serviço e no momento eles não poderiam me dar_ pois estava arrumando a casa como diz eles_ pois era um novo prefeito e eles precisavam se organizar e arrumar o sistema que o ex_ prefeito tinha bagunçado. Orei e fui morar com minha mãe_ era a única solução a não ser que fosse pagar aluguel de 350 ou 450 reais já que as casas que eram acessíveis para meu marido e o carro custavam esse valor. Uma semana depois voltei à prefeitura e conseguir a liberação só que agora eu precisava dos três últimos contracheques e eu só tinha dois. Fui até a Caixa e eles resolveram me liberar o empréstimo assim mesmo_ isso foi no inicio de janeiro e dia dezessete do mesmo mês eu já estava com o dinheiro na conta. e dia vinte e dois_ dois irmão pedreiros estavam trabalhando em nossa casa. No inicio de abril nos mudamos com a nossa casa praticamente terminada. Com portão_ piso_ rebocada_ banheiro todo pronto_ cerâmica nas paredes do banheiro e da cozinha_ com nossa geladeira que foi presente de Deus também. Sonhamos pouco e Deus nos mostrou que ele queria_nos da muito mais. Hoje entendemos que Deus usou meu irmão para nos abençoar e permitiu que ele saísse daquela casa para nos abençoar também_ pois do contrario não estaríamos com nossa casa praticamente terminada e meu irmão também foi abençoado grandemente_ reformou a sua antiga casa que ficou linda. E em dezenove de junho como tínhamos pedido ao Senhor estávamos em nossa casa fazendo um lindo culto de ação de graças ao Criador por nossas bodas de algodão e por todas as outras bençãos recebidas. E o Espírito Santo falou poderosamente à vida dos que estavam presentes e muitos se levantaram para proclamá_las.
Clique aqui e mande este Testemunho por email para um amigo Clique aqui e envie este Testemunho  para um amigo
Clique aqui e imprima este Testemunho
 

Quarta - 21/08/2019 - 19:54:38