Home.
   
Leia os testemunhos.
Busca por palavra.
Busca por gênero.
Melhores testemunhos.
Mais lidos.
   
Envie seu testemunho.
   
Quem somos.
Fale conosco.
Indique este site.
Receber novos testemunhos no seu email .
   
Livros.
   
Bíblia on line.
Chat.
Cartão Postal.
 

Mande um email para o autor deste testemunho - elogie, apóie, conforte ou saiba maisFlávia Leite
Meu testemunho MINHA VIDA,MINHA HISTÓRIA,SÓ FEZ SENTIDO QUANDO TE CONHECI . No dia 15 de dezembro de 1988,ás 10:00 horas da manhã,nascia na cidade de Martins, interior do Rio Grande do Norte,Flávia Mikaelly Saraiva Leite.Com certeza, era motivo de grande alegria pra minha família claro né.Com poucos meses de nascida minha mãe saía pra trabalhar e estudar e me deixava com minha prima que cuidava muito bem de mim.Aos 3 aninhos de idade,fui cometida de uma pneumonia aguda,que me deixou internada por muitos dias.Na época não existia a facilidade e os recursos que existem hoje,meus pais eram carentes e não tinham condições de pagar uma consulta com um médco especializado,na minha cidade então não tinha recurso nenhum.Mas,Deus ja tinha me escolhido desde o ventre da minha mãe e teve misericórdia de mim desde aquele dia, e providenciou tudo.Levaramme para outra cidade onde tinha um médico especializado, lá ele me atendeu,medicou e me mandou pra casa,fiquei bem.Passaramse os anos,e eu fui cometida de mais uma enfermidade dessa vez uma bronquite asmática, e ela me acompanhou duante toda minha infância.Aos 7 anos de idade, meu pai saiu de casa e foi morar com outra família,foi uma época muito difícil pra mim,pois eu era muito apegada a ele.Passaramse os anos fomos nos acostumando sem ele em casa.Ficamos com minha avó que era separada do meu avô ,ele(meu avô) abandonou ela e minha mãe quando minha mãe tinha 3 anos de idade,ela era mais que uma mãe pra agente,dava muito amor,carinho e tudo que precisávamos.Ela era uma coluna em minha vida,eu dormia com ela todos os dias.No ano de 2001,minha avó foi cometida de uma enfermidade,o coração dela começou a crescer.Ela não durou muito tempo, e veio a óbito.Foi um dia de grande desespero,embora já esperássemos mais ainda tinhamos esperança que ela fosse curada.Mas,esse não era o plano de Deus.Nossa vida,tornouse um verdadeiro tormento depois disso além de sentirmos a falta dela, passamos a sobreviver somente com o salário de minha mãe que era muito pouco,foi uma época de grande dificuldade.Fui crescendo uma adolescente revoltada,pois além de aguentar a dor de meu pai ter saído de casa,agora tinha que aguentar a perda da minha avó para sempre.Comecei a sair de casa com as amigas, ia pra pracinha a noite,e daí começou as paqueras.Comecei a namorar um rapaz que morava em São Paulo tinha vindo aqui visitar a família,na época eu tinha 13 e ele 21 anos,foi uma louca paixão,ele voltou pra São Paulo,pois trabalhava lá,Ficou 3 meses, pediu contas e veio embora pra cá.Namoramos 9 meses,resolvemos casar,ele pediu a meus pais e o pedido foi negado,pois eu era uma simples estudante e só tinha 13 anos.Resolvemos “fugir”,e saímos na calada da noite fomos pra casa da mãe dele,passamos a noite juntos,e eu com muito medo da reação de meus pais no outro dia passei a noite em claro.No dia seguinte,fui em casa cedinho pegar uma roupa pra ir pra escola,achei que minha mãe ia me matar,mas a reação dela foi contrária,mas ainda temia o meu pai.Mas quando ele soube,reagiu muito bem aos meus olhos,então ficamos juntos.Passouse o tempo tudo era diferente e novo na minha vida,só que com o passar do tempo fui começando a ver que aquilo não era o que eu queria pra mim.Com o passar do tempo,ele começou a demonstrar muito ciúme de mim, e isso me aborrecia muito,pois não podia mais nem respirar que ele brigava.Comecei a me sentir diferente,triste,angustiada comecei a ir pra um psiquistra e descobri que estava com depressão,comecei a a me tratar com remédios controlados.Depois da depressão tive uma tal síndrome do pânico.Fui me cansando daquela situação,resolvi colocar um ponto final naquela história.Aos 15 anos de idade,separamos e ele voltou pra São Paulo.Pra mim era tudo,pois não ia ter ninguém no meu pé,me seguindo por onde eu andava.Comecei a sair pra festas,namorar,beber,fumar e até cheirar lançaperfume.Aos 16 anos conheci outra pessoa,com quem comecei um relacionamento proibido,pois meus pais não queriam nem que eu tivesse amizade com tal pessoa.Depois de 1 mês de namoro escondido,resolvemos assumir,pois todos já estavam desconfiando.Foram dias de grande tribulação em minha casa,todos eram contra nosso namoro.Depois de um tempo resolvemos ir morar juntos,fiquei mais de 2 meses sem falar com meu pai ,pois ele não aceitava de jeito nenhum.Com 1 mês que estávamos juntos,comecei a sentir meu corpo diferente e falei pra minha mãe que tinha algo errado comigo.Fui ao médico,falei uns sintomas e ele me passou um teste de gravidez,eu falei pra ele que eu não estava grávida,pois um outro médico falou que eu não poderia ter filhos(Olha o milagre de Deus).Mas,ele insistiu e fui fazer esse teste.Não quis esperar, e fiz particular,pois eu achava que estava com uma enfermidade e não grávida.Depois de 45 minutos recebi o resultado,e o bioquímico sorriu e disse que eu não estava grávida,mais que eu lesse o resultado.Fiquei super aliviada e ao mesmo tempo preocupada,pois não queria um filho, mas também não queria estar enferma.Quando saí do consultório que fui saindo resolvi abrir o resultado,lá estava escrito: POSITIVO,eu não sabia se sorria ou se chorasse.Mas tudo bem conversei com o pai da criança e ele reagiu super bem.Fiquei tranquila e bastante feliz.Mas ,quando estava no 6° mês de gestação,descobri que estava sendo traída,e o pior vi com meus próprios olhos.Naqule momento,fiquei em choque,pois eu não esperava isso dele,apesar dele não ser um bom companheiro.nesta noite fumei 3 maços de cigarro e tomei 2 garrafas de café (parece impossível mas é verdade)Morávamos com minha mãe.Estava só eu e ela em casa quando comecei a sentir dores,ligamos pra ele e o celular só dava sinal de desligado,minha mãe me levou para o hospital,fui examinada e encaminhada pra cidade de Mossoró,pois a cidade não tinha recursos pra fazer um parto como o meu.Chegando lá fui internada diagnosticada de préeclampsia.Fiquei sem ver minha família.Ficou na sala somente eu e uma moça que também estava esperando um filho,foi uma noite de tormento,pois ela gritava sem parar e eu tinha sido avisada que seria operada no outro dia pela manhã.A noite foi muito longa.Amanheceu e fui chamada pra sala de cirurgia.As 6:30 da manhã, do dia 11 de dezembro de 2005,veio ao mundo meu 1° filho Kauê Carlos ,pesando 3.700 kg ,nasceu todo roxinho,pois passava da hora de nascer.Depois de 3 dias voltamos pra casa.O pai dele apareceu no dia seguinte em casa e nem olhou pra criança.Com 22 dias de resguardo,ele me colocou dentro do carro e me bateu do centro da cidade até a saida da cidade que acho que dá uns 5 Km,e no carro ele me ameaçava de morte e me socava na barriga.Chegando até a saída da cidade,um lugar ermo,sem casas por perto,somente matos e abismos,ele me jogou pra fora do carro como se joga um saco de lixo,e começou a me espancar,e ele dizia que eu não escaparia daquela vez,que ele ia me matar,e que eu ia preta pra o inferno e eu chorando desesperada pedia pra que ele não me matasse ,pois nosso filho precisava de mim,mas ele me respondia que teria quem cuidasse dele,eu tremia muito e comecei a ficar desesperada quando ele me mandou entrar pra o mato,eu falava que não ia,e elevei meus olhos pra o céu e disse:Deus se você existe me tira daqui,tenha misericórdia da minha vida,me ajuda( E DEUS EXISTE).Nessa hora,ele me colocou dentro do carro e perguntou se alguém tinha visto agente sair juntos e eu falei que sim.Ele disse que não ia me matar naquele dia pois todos saberiam que tinha sido ele,e me trouxe pra casa me ameaçando,dizia que se eu falasse pra alguém o que tinha acontecido,ele me mataria e mataria toda minha família,inclusive nosso filho.Foram muitos dias sendo ameaçada dentro de casa sem poder falar nada pra ninguém.Passaramse 6 meses, e após uma discussão ele tentou nos matar queimados eu e meu filho,ele jogou uma substância inflamável no nosso quarto e ia tocar fogo quando consegui abrir a porta e sair correndo com meu filho.Ele nos perseguiu mas logo desistiu e pegou a moto dele e saiu.Voltei pra casa com meu filho, e fiquei muito nervosa com medo dele voltar e fazer algo conosco,passei a noite em claro.E foram várias vezes que ele me bateu e tentou me matar.Passaramse 2 anos,resolvi ir embora pra São Paulo,morar com um tio.Chegando lá tudo era muito novo,muito bonito.Comecei a trabalhar depois de 15 dias que havia chegado lá.Tudo estava correndo muito bem,era uma vida bem diferente da que eu levava aqui no Nordeste,lá eu poderia fazer o que eu queria,tinha muita liberdade.Fiz muitas amizades lá.Uma dessas amizades,foi com uma mulher loira que conheci no salão de beleza do meu tio.Ela aparentava ser uma pessoa muito legal,confiável,amiga mesmo,meu tio falou de mim pra ela,e nos tornamos amigas.Ela me chamou pra passar um dia com ela, em seu apartamento que ficava de frente pra o mar.Eu fui,ao chegar lá tomamos banho na piscina,tomamos várias cervejas,comemos churrasco e subimos.Ela morava no 12° andar.Quando chegamos lá em cima,notei um movimento estranho, muita gente entrava e saía da casa dela.Com o passar das horas,comecei a ver as pessoas cheirando um pó branco,e fiquei sem entender,pois não sabia o que era aquilo.Foi quando uma delas chegou perto de mim e me ofereceu,perguntei o que era aquilo e ela me disse que era cocaína.Eu me benzi(rs) e disse:Deus me livre e guarde!E todos começaram a me zombar,chamaramme de careta,diziam que eu era uma matuta,e que não sabia o que era bom,mas eu não dei atenção e fiquei fumando meu cigarro.E fui começando a ver comportamentos mudando ali.Comecei a ficar com medo daquelas pessoas, e pedi pra ela ir me levar em casa,ela me respondeu que esperasse um pouco.E foi ficando tarde.Quando já eram 19:00 ela me chamou pra ir pra casa,e fomos no caminho ela me revelou que era traficante e que era esposa de um chefe do P.C.C.(Primeiro Comando da Cidade),quadrilha perigosa,como todos sabem.Eu comecei a tremer e não sabia como disfarçar,e ela me fez uma oferta que eu poderia ficar milionária se eu entrasse pra aquele ramo,e que seria fácil minha missão seria só repassar a droga pra o Nordeste,e ela tentava de todas as formas me convencer que seria uma boa pra mim e que eu poderia ajudar a toda minha família com o que eu receberia fiquei até com vontade de aceitarmas falei que eu ia pensar.E logo após isso o carro dela quebrou, e ela começou a xingar e falou que não tinha como ela me levar mais e falou que eu só tinha duas opções:ou eu voltava pra casa dela ou ela ia ligar pra um dos caras que trabalhava pra ela pra ir me levar em casa de pés.Eu com medo da polícia invadir o apartamento dela disse que queria ir pra casa.E o cara veio.Ela falou pra ele que tomasse cuidado em mim, porque eu era sobrinha do cabelereiro dela.No caminho,ele não abriu a boca até chegar a um certo ponto em que ele disse:Ei moça, é por aqui, e quando olhei pra frente era uma rua sem saída, e percebi que ele queria algo de ruim comigo, voltei correndo e gritando e vi um senhor numa calçada sentado e pedi ajuda a ele,o senhor manso e bem humilde(creio que ali estava Deus no lugar daquele senhorzinho)e me disse Filha,é por ali a sua casa.E saí em disparada e sempre olhando pra trás e pra os lados com medo do cara vir e me fazer o mal.Depois de quase 2 horas de caminhada,cheguei no bairro onde eu morava ,eu não sabia se ria ou se chorava,meus pés tinham bolhas de tanto andar a pé.Muitos foram os livramentos que Deus me deu ali naquela cidade(muitos que prefiro nem contar aqui),resolvi voltar para o nordeste,pois estava cansada daquela vida de farras,bebidas e prostituição,eu saía de segunda a segunda e tinha que trabalhar no outro dia.Então voltei ao nordeste ,como foi bom quando cheguei em casa e vi que estava viva.Ali, meu exmarido estava na casa da minha mãe a me esperar,e como eu ainda o “amava” muito,voltei pra ele de novo,e minha vida só teve a piorar e piorar.Ele me traía muito , mentia demais.E um certo dia de desespero,resolvi colocar um fim em nossas vidas(minha e dele),pois via gente morta dentro da casa onde morávamos e ouvia vozes dizendo que eu matasse ele e depois me matasse.Depois de várias tentativas de suicídio(cheguei a tomar vários remedios,me joguei me frente a carro dele,motos e etc) cheguei a conclusão que eu não tinha pra que viver mais e resolvi fazer o que as vozes mandavam.Mas,como Deus tinha me escolhido antes mesmo de eu vir ao mundo,minha mãe que tinha aceitado Jesus fazia exatamente 2 dias chegou na hora em que eu ia fazer isso.E disseme:Minha filha,vamos dormir lá em casa hoje e na hora eu começei a chorar pois eu entendia que ali era Deus que estava me livrando,e fui com ela.Dois dias depois,fui convidada pra ir assistir a um culto na assembleia de Deus de onde eu já era desviada,e ali parewcia que tudo que acontecia naquele culto era relacionado a minha vida.Ali,chorei do começo ao fim do culto e aceitei a Jesus.Passaramse algumas semanas e Deus me levantou no louvor(e eu tinha uma voz horrível antes disso),e ali quando eu louvava o poder de Deus caía na igreja e assim fui usada na profecia,visões e etc.E com o passar dos tempos começei a me entristecer com muitas coisas na minha vida até mesmo com gente da igreja e com uma grande investida de satanás tomei uma desastrosa rasteira e voltei a praticar as coisas que praticava e até coisas piores,e voltei para meu exmarido mais uma vez.E era só mais uma vez que estava prestes a quabrar a cara de novo,minha mãe me pôs pra fora de casa com meu filho pequeno e fomos morar de favor na casa da mãe dele(local de muita humilhação)com o passar dos dias começei a perceber que eu estava diferente, comentei com ele, ele falou assim:”Se você estiver grávida,não pense que eu vou ficar com você”.E ali eu fiquei com medo pois, nos primeiros dias eu não me previni e ele também não.Passouse algumas semanas e descobri que estava grávida e com muito medo,mas com uma esperança muito grande fui dar a notícia a ele.E ele agiu da forma que tinha prometido me deixou em uma casa sozinha onde eu só tinha a companhia de meu filho e de escorpiões,lagartas,baratas e muitos espíritos malignos.Passaramse os dias , meu pai me chamou pra ficar na casa dele e fui.Depois de alguns dias ele resolveu me mandar para outra cidade,onde a minha vida não era vida.E passei mais ou menos uns 3 meses lá quando recebi uma ligação pela madrugada que minha mãe estava muito doente e que estava sendo transferida da nossa cidade para outra onde teria recursos pra atendêla.E na hora me desesperei,pois tinha medo de minha mãe morrer e eu não ter falado com ela.No outro dia viajei para cidade onde ela estavae foram, dias angustiantes pra mim ver minha mãe num leito de uma U.T.I.E ali,começou um dos maiores sofrimentos, transferiam pra um lado e pra outro e ela não ficava boa,e eu grávida de 3 ou 4 meses dormia no chão dos hospitais com ela.E tivemos que passar 45 dias em NatalRN para uma bateria de exames antes da cirurgia.Vi muita gente perder seus entes queridos naqueles hospitais e temia perder a minha mãe.Passei por momentos super difíceis.e depois de tudo que viemos pra casae tudo parecia bem numa bela noite véspera de carnaval eu com 6 meses de gravidez entrei em trabalho de parto e ai sim pensei que ia morrer e perder meu filho depois de ter lutado pela vida dele quando o pai queria que eu o abortasse.Me desesperei, já faziam 7 meses longe dos caminhos do Senhor.Mas,eu sabia que Deus sempre estava do meu lado (apesar de muitas vezes eu ter decepcionado tanto o Espírito Santo)e fiz um voto com Deus enquanto estava dentro da ambulância sendo transferida pra outra cidade.Eu disse ao Senhor que se ele livrasse a minha vida e a vida do meu bebê da morte a minha vida seria pra louválo enquanto eu aqui nessa terra estivesse.Chegando no hospital passei exatamente 4 dias com a bolsa estourada dentro do hospital tomando soro e muitas medicações pra segurar o bebê,pois não tinha vagas na U.T.I. nem pra mim e nem pra ele.E quando eles viram que não dava mais que já estava a beira da morte resolveram me operar,momento de grande tribulação na sala de parto achei que nunca mais eu viria os meus filhos(pensei que eu ia morrer).Mas,quando chegou uma certa mulher loira vestida de branco chegou do meu lado segurou na minha mãe e disse:”CALMA MINHA FILHA EU ESTOU AQUI DO SEU LADO ESTÁ TUDO SOB CONTROLE”,eu sabia que era Deus ali naquela mulher,e levaram meu filho pra U.T.I e só fui vêlo depois de 36 horas .Ele nasceu com 1,700kge 42 cm,eu chorava muito pois achava que ele não sobreviveria pelo o que os médicos diziam.E passamos ali 18 dias naquele hospital.Viemos pra casa e a primeira coisa que fiz foi ir pra igreja com ele eme reconciliei perante os homens.Ali ficamos viajando todas as semanas da minha cidade pra Natal que são 402km de distância e assim foi por seis longos meses.O tempo passou e vivia soainha com meus filhos,e pedia sempre a Deus um companheiro,mas só queria se fosse o dEle porque já tinha sofrido muito e não queria mas sofrer.Depois de um bom tempo, Deus me manda uma benção pra cuidar de mim e dos meus filhos,uma pessoa que cuida dos meus filhos como se fossem filhos dele.Hoje eu sou noiva com ele já estamos namorando há 7 meses e estamos esperando o tempo de Deus para nos casarmos e sermos uma verdadeira família.Hoje eu posso dizer que sou uma pessoa feliz,realizada,amada e respeitada.E digo mais eu não teria chegado aqui se Deus não tivesse me trazido nos braços e me colocado aqui como preincesa pois sou filha do Rei dos reis, e Senhor dos senhores,Tenhos muita promessa pra se cumprir em minha vida pois Deus já falou que temos um ministério de louvor e que eu pisaria em terras que eu nunca nem imaginei estar estou debaixo da promessa creio que o mais ele fará.Agradeço a Deus pela minha vida, pela vida dos meus filhos,da minha família e do meu namorado que é uma benção na minha vida,Amém QUER SER FELIZ POR COMPLETO,SEM SENTIR NENHUM VAZIO EM SEU PEITO? ACEITE JESUS COMO SEU ÚNICO E SUFICIENTE SALVADOR E VOCÊ VERÁ O QUE ELE PODE FAZER..... ATENCIOSAMENTE: CANTORA FLÁVIA LEITTE. MARTINSRN 12 de setembro de 2011
Clique aqui e mande este Testemunho por email para um amigo Clique aqui e envie este Testemunho  para um amigo
Clique aqui e imprima este Testemunho
 

Sabado - 17/11/2018 - 23:52:37